SHINE – Aplicações de demonstração nativas em HANA

Já ouviu falar do SHINE?

O HANA Brasil ficou parado por muito tempo, e não é possível descrever em poucas linhas tudo que surgiu desde então: S/4 HANA, HANA 2.0, CP… melhor nem listar os detalhes.

Um ponto de dúvida frequente para quem está querendo praticar o desenvolvimento de aplicações nativas em HANA é onde encontrar exemplos.

A SAP provê uma Delivery Unit com exemplos de aplicações nativas (semelhante em proposta com os modelos Flight Model e EPM Model do ABAP). Esta DU contém o que é conhecido como SHINE (SAP HANA Interactive Education).

HANA Trial

Nos cursos de ministro de HANA sempre faço questão de mostrar o HANA Trial – que é um nome um tanto quanto ruim pois este se refere não a o HANA BD em si mas ao CP (SAP Cloud Platform – antigo “HCP”). Então para esclarecer este ponto. Já fizemos posts de HCP antigamente.

O CP é uma plataforma na nuvem da SAP. Uma comparação grosseira seria comparar com a AWS (Amazon), GCP (Google), Azure (Microsoft). Um serviço na nuvem que te permite fazer um monte de coisa.

Dentro do CP é possível criar instâncias de HANA DB.

O CP é licenciado a parte mas a SAP provê uma licença trial para quem quer praticar – este é conhecido como HANA Trial.

Para fazer o cadastro no HANA Trial, use o link abaixo:

https://account.hanatrial.ondemand.com/

SAP Cloud Platform Cockpit

Ao se logar no HANA Trial você terá acesso ao SAP Cloud Platform Cockpit.

Dentro do cockpit há uma opção chamada “Database & Schemas” que lhe permite criar instâncias de HANA DB. Uma das limitações do HANA Trial é que este te permite apenas criar uma instância de HANA do tipo MDC.

Na imagem acima já foi criado uma instância chamada “dev”. Ao entrar nesta tela pela primeira vez você obviamente terá uma lista em branco. Para criar uma nova basta clicar no botão “New”.

Habilitando o SHINE

Há poucos meses a SAP permite que o SHINE seja instalado automaticamente no momento da criação da instância. Para isso deixe a opção habilitada, o que irá lhe pedir um usuário + senha novo que terá acesso a tais aplicações de exemplo.

Após a criação da sua instância por completo será possível ver o menu abaixo.

Acessando o SHINE

Para acessar o SHINE e suas aplicações de exemplo basta clicar no link “Education Tools“.

Note que você deverá usar o usuário que foi pedido no momento da criação da instância. O usuário SYSTEM por padrão não tem acesso ao SHINE.

No primeiro acesso será informado que faltam alguns poucos passos.

Clicando nos botões “Generate Time data” e “Create Synonyms” ele gera o que falta para fazer o SHINE funcionar.

Feito! Agora você tem um conjunto de aplicações nativas em HANA de exemplo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *